Hospital de Retaguarda Fabiano de Cristo

"Meu pai faleceu em 08/05. Gostaria de agradecer a equipe pelo pronto atendimento prestado à minha família e pela delicadeza junto a meus pais. Pessoas como vocês são colocadas em nossas vidas para mostrar como podemos...

"Descobri em março deste ano, que era portadora de um tumor maligno no estômago, passei por uma cirurgia de retirada total do estômago em agosto e desde então estou tendo...

"O Hospital Espírita Fabiano de Cristo pra mim está sendo uma mãe e eu sou como um filho que segue a mãe com obediência. A gente encontra tudo de bom...

"O hospital é bom, sou bem tratada aqui e gosto muito daqui" (JCS, 48 anos, Caieiras / SP)

"O Hospital Espírita Fabiano de Cristo me ajuda em tudo que preciso como pediatria, fisioterapia, nutrição, psicologia, serviço social, medicação, alimentação, como se fosse minha família. Eu falo para todos o quanto sou...

"Os profissionais fazem do lugar um lugar maravilhoso. A gente se sente muito bem." (MCDP, 67 anos, Caieiras / SP)  

"O Hospital Espírita Fabiano de Cristo é uma extensão da nossa casa. Um ambiente harmonioso onde fazemos muita amizade, com carinho e respeito. Sinto como um complemento do tratamento, esse...

"Foi muito bom o Hospital Fabiano de Cristo ter dado os óculos, porque ela reclamava da falta de visão." (NMS, irmã da DS, moradora da Vila Rosina - Caieiras / SP)

 

 

11 4441-3031

11 3611-7677

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • aumentar tamanho do texto
  • Default font size
  • reduzir tamanho do texto
Hospital Espírita
http://hefc.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/12709401.jpglink
http://hefc.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/10012302.jpglink
http://hefc.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/29663303.jpglink

O Cancer

O CANCER E SUAS CAUSAS

O câncer pode ser definido como uma doença degenerativa resultante do acúmulo de lesões no material genético das células, que induz o processo de crescimento, reprodução e dispersão anormal das células (metástase).
Existem aproximadamente 200 tipos diferentes de câncer, muitos deles curáveis, se detectados precocemente. Três são as principais categorias:

• Carcinomas: originam-se de células que formam a epiderme.
• Sarcomas: originam-se dos tecidos conectivos, como os ossos e cartilagens (osteossarcoma ou câncer do osso) ou tecidos musculares (rabdomiossarcoma ou tumor maligno do músculo esquelético).
• Leucemias e linfomas: originam-se das células formadoras do sangue e das células do sistema imunológico ou de defesa. Ex.: leucemia granulocítica: câncer das células brancas do sangue e linfoma: câncer que acomete os linfonodos.

A mutação genética pode ser causada por repetidas exposições do organismo humano, em nosso cotidiano, aos inúmeros agentes físicos, químicos ou biológicos, quer por inalação, por ingestão ou por contato da pele. Alguns exemplos de fatores de exposição (também chamados de fatores cancerígenos) que podem causar mutações são dados a seguir:
Fatores biológicos: pessoas que não herdaram genes mutados podem desenvolver câncer em razão de alterações genéticas provocadas por certas infecções por vírus ou bactérias.
Veja alguns exemplos abaixo:

• câncer de fígado: devido a hepatite B ou C (provocadas por vírus);
• câncer de colo de útero: nas mulheres (pode estar relacionado ao Papiloma vírus ou ao herpes vírus genital);
• câncer de pênis: causados por infecção por papiloma vírus;
• câncer de estômago: devido à infecção por bactéria Helicobacter pylorii prolongada e não tratada.

 

FATORES QUIMICOS

Agrotóxicos: quando nosso corpo é exposto a pequenas doses diárias de inseticidas como o BHC e o DDT - tanto de uso caseiro quanto por contaminação de cereais, frutas e legumes nas lavouras, ao longo dos anos. Esses e outros agrotóxicos acumulam-se em glândulas (como o fígado, as glândulas mamárias, a próstata, os testículos, etc.) e no sangue. Ao atingir certos níveis, causam mutações genéticas que podem resultar em câncer de mama, próstata, ovário, etc. Nos Estados Unidos, o uso desses inseticidas está proibido desde 1972.
Poluentes atmosféricos: presentes na fumaça do escapamento de veículos movidos a óleo diesel, gasolina, álcool e outros aditivos que são misturados a eles, bem como o cigarro e os vapores químicos de indústrias diversas (de refino de petróleo, de tratamento de madeiras, de solventes industriais, etc.), o pó de amianto, os vapores de chumbo e outros químicos presentes nas tintas de parede, vernizes, tinturas de cabelo, etc., também podem atuar como um dos fatores para o desenvolvimento de diversos tipos de tumores malignos.
Alcoolismo e Tabagismo: Indivíduos que bebem diariamente e/ou fumam aumentam em até 60% suas chances de desenvolver câncer de pulmão, câncer de estômago, de fígado, câncer de laringe e boca, câncer de bexiga ou de próstata. O álcool, além de retirar do corpo nutrientes importantes é, do ponto de vista bioquímico, uma substância tóxica e alucinógena, pois tem uma atuação no cérebro semelhante ao alcalóide da maconha (responsável pelo efeito relaxante desta erva), ou seja, o álcool faz que as células nervosas do cérebro utilizem a glicose (açúcar) para gerar a energia necessária ao seu bom funcionamento.
Alimentação rica em gorduras e frituras e pobre em verduras, frutas e cereais integrais também predispõe a diversos tipos de cânceres, como os de intestino, mama, fígado, testículos, etc. Carnes de boi e aves engordados com hormônios e peixes, camarão, lula, polvo, lagosta e crustáceos (marisco, ostra, vieira, vongolli, etc.) contaminados com mercúrio, inseticidas e outros detritos químicos domésticos e industriais despejados em rios que, (por sua vez levam a poluição para as águas litorâneas), também contribuem para o aparecimento do câncer.

 

FATORES FISICOS

Exposição prolongada ao sol: principalmente na infância e adolescência, pode resultar em câncer de pele e melanoma (um tipo mais agressivo de câncer de pele) na idade adulta. É importante compreender que, cada vez que nossa pele é exposta exageradamente ao sol (bronzeamento, vermelhidão, ressecamento ou bolhas e descamação), lesões acontecem nas camadas mais profundas que não são reparadas. Essas lesões vão se acumulando, com a repetição da exposição aos raios ultravioletas da luz do sol (mesmo em dias nublados) e podem acabar produzindo mutações malignas, principalmente em pessoas de pele clara.
Estilo de vida, com muitas tensões emocionais, pressões, má alimentação, sono irregular, traumas ou episódios profundos e prolongados de depressão, pode contribuir para que todos os fatores já mencionados - ou vários deles - causem uma mutação maligna em algum órgão, em algum ponto de nossas vidas.

(Fonte: Manual do Instituto Nacional do Câncer / EUA - NCI)
http://www.nci.nih.gov
NAPACAN - Núcleo de Apoio ao Paciente com Câncer.
http://www.napacan.com.br