Telefone: (11) 4441-3031 - (11) 96286-6967|E-mail: atividade@hefc.org.br

A masculinidade e os exames para diagnóstico precoce de câncer

Durante o mês de novembro a campanha intitulada “Novembro Azul” refere-se, principalmente, à exames para diagnóstico precoce do câncer de próstata. Todavia, há outros tipos de cânceres que atingem a população masculina. Conforme o Instituto Nacional do Câncer – INCA, o câncer de testículo atinge 5% do total dos cânceres da população masculina, com ampliação dos riscos por conta da existência de histórico deste tumor na família, trabalhadores expostos a agrotóxicos e casos de lesões e traumas na bolsa escrotal. Outra hipótese de risco refere-se a não descida de um ou dos dois testículos para a bolsa escrotal no início da vida. O câncer de pênis atinge aproximadamente 2% de todos os tipos de cânceres relativamente à população masculina e as pesquisas apontam para uma forte relação com a infecção pelo papilomavírus humano – HPV. Importante comentar que a má higiene íntima está relacionada ao câncer de pênis e outro risco é o estreitamento do prepúcio.

Segundo o INCA, o câncer de próstata é considerado um câncer da terceira idade, tendo em vista que mais de 75% dos casos detectados no mundo referem-se ao surgimento após 65 anos. A estimativa do IBGE, em 2019, é que a expectativa de vida do homem ao nascer é de 73 anos e, assim, podemos compreender a elevação dos percentuais desse câncer masculino na população brasileira. Além da questão etária, o INCA aponta para os riscos do câncer de próstata. Um desses riscos refere-se à fatores genéticos, em razão da incidência deste tipo de câncer em pai ou irmão, antes da idade de 50 anos. Outro fator de risco é atinente ao excesso de gordura corporal e um terceiro à exposição a determinadas substâncias químicas.

Diante desse quadro há necessidade de a população masculina cuidar de si com destaque para a importância dos exames para detecção precoce da doença, com melhores oportunidades de atuação médica e sucesso no tratamento. Assim, durante esse mês com base em relatos de pesquisa da área da psicologia, vamos comentar sobre a construção da masculinidade, analisando os conceitos de potência e invulnerabilidade, frequentemente associados à ausência dos devidos cuidados com a saúde pelo público masculino.

 

Dúvidas ou informações envie-nos um e-mail: novembroazul@hefc.org.br

 

Dr. João Palma Filho
Psicólogo
CRP 146.528

 

2019-11-05T01:10:26+00:00
WhatsApp chat Fale Conosco